Mola mola, Linnaeus 1758

Identificação

Espécie inconfundível devido ao seu formato, apresentando o corpo arredondado com duas barbatanas projetando-se verticalmente em direções opostas. O peixe-lua, ou mola, desenvolve sua forma truncada porque a barbatana posterior com a qual nascem simplesmente nunca cresce. Em vez disso, enquanto cresce, cria um leme arredondado chamado clavus. Mola em latim significa “pedra de moinho” e descreve a forma circular do peixe-lua do oceano. É um peixe muito grande e de formato estranho que é conhecido por “sunfish” pelo hábito de flutuar de lado, na superfície do mar, aquecendo-se ao sol. Têm uma cor prateada e uma textura de pele áspera. Os dentes se fundem numa estrutura semelhante a um bico e são incapazes de fechar totalmente as bocas relativamente pequenas. São nadadores desajeitados, balançando suas grandes barbatanas para se moverem e manobrando os seus clavus.

Biologia

É o peixe ósseo mais pesado do mundo, atingindo 2300 kg, e a distância do topo da barbatana dorsal à parte inferior da barbatana anal alcança 4metros. Os Tubarões e raias podem ser mais pesados, mas são peixes cartilaginosos. Mola são encontrados em oceanos temperados e tropicais em todo o mundo. A sua presa preferida é a alforreca, embora comam peixes pequenos e grandes quantidades de zooplâncton e algas. Os comportamentos reprodutivos não são bem conhecidos, mas reproduzem-se por meio da desova, onde as fêmeas libertam os ovos e os machos libertam esperma na coluna de água ao mesmo tempo. Esse comportamento aumenta a probabilidade de fertilização e que os ovos fertilizados não sejam comidos por predadores.A fêmea pode libertar até 300 milhões de ovos de uma só vez e pode desovar várias vezes ao longo da vida. Eles podem alcançar os 10 anos segundo dados de espécies em cativeiro.

Comportamento

São frequentemente vistos perto da superfície, regulando a temperatura corporal com o sol e são frequentemente confundidos com tubarões quando suas enormes barbatanas dorsais emergem acima da água. O peixe-lua do oceano pode ficar infestado de parasitas e muitas vezes têm a colaboração de pequenos peixes e até aves que ajudam a livrarem-se dos parasitas. Podem ser observados a emergir da agua na tentativa de soltar os parasitas com o impacto. São inofensivos para as pessoas, mas podem ser muito curiosos e frequentemente abordam os mergulhadores. A população é considerada vulnerável. Os peixes-lua, frequentemente, ficam presos em redes de emalhar de deriva e podem sufocar no lixo marinho, como sacos de plástico, que se assemelham a alforrecas. São geralmente solitários. 

Leave a comment

selos2
selos
DolphinExplorers © 2021. Todos os direitos reservados.